And it’s already been 8 months… // E já passaram 8 meses …

After the first very exciting months where I (Anouck) felt like there were billions of interesting subjects to write about, we have slightly neglected our blog for several weeks already. Now our 8-months EVS in the Federation of Youth Associations of Porto District (FAJDP)  has just ended and Merve is already back to Turkey, leaving me alone in Porto…

Before jumping into new projects and adventures I wanted to conclude this volunteering experience with a last post, which would be more personal than the others. I chose to briefly present here the 3 projects that I consider the most important in this EVS experience, being understood not only as the work we have been doing in our organization but as all the cultural and associative activities that I have been engaging in during these 8 months in Porto. 

Após os primeiros meses cheios de entusiasmo, onde eu (Anouck) sentia que podia escrever sobre milhões de temas interessantes, tenho negligenciado um pouco o nosso blog há já algumas semanas. Agora, o nosso Serviço Voluntario Europeu (SVE) de 8 meses na Federação das Associações Juvenis do Distrito do Porto (FAJDP) acabou e a Merve já está de volta à Turquia, deixando-me sozinha no Porto …

Antes de entrar em novos projetos e aventuras, eu queria concluir esta experiência de voluntariado com este último artigo, que é mais pessoal do que os outros. Optei por apresentar brevemente os 3 projectos que foram os mais importantes no meu SVE, sendo entendidos não só como o trabalho que temos vindo a fazer na nossa organização de acolhimento, mas como todas as actividades culturais e associativas em que participei durante estes 8 meses no Porto.

Participating in a GEPE: Groups of Mutual Aid between Job Seekers

Participar num GEPE: Grupos de Entreajuda na Procura de Emprego

Our organization had decided that a part of our time would be dedicated to a personal project. My original idea was to help young people to find their first job but after some thinking it seemed to me that it would be hard to do so with my Portuguese level and without much knowledge of the job market in Portugal. Guided by my coordinator, I redefined my project and decided to stick with the idea of helping people to find a job, but to frame it into an already existing organization. This is how I entered the GEPE network: Groups of Mutual Aid between Job Seekers.

A FAJDP tinha decidido que uma parte do nosso tempo seria dedicada a um projeto pessoal. A minha ideia original era ajudar jovens a encontrarem o seu primeiro emprego, mas eu rapidamente percebi que seria difícil fazê-lo com o meu nível de Português e sem muito conhecimento do mercado do trabalho em Portugal. Guiada pela minha coordenadora decidi ficar com a ideia de ajudar pessoas a encontrar um emprego, mas de enquadrá-la numa organização já existente. Foi assim que entrei na rede GEPE: os Grupos de Entreajuda na Procura de Emprego.

last11

This initiative was launched in 2012, when the unemployment rate peaked due to the economic crisis, by the Institute Padre António Vieira – IPAV, an association that supports various projects in the fields of civic participation, intercultural dialog, employability and governance. The principle of GEPE is to create local informal groups of unemployed people that gather weekly in order to support each other in their job search. Each group is animated by two facilitators who prepare the activities. Nevertheless, the principle is to work in a horizontal way, each participant being able to bring his/her views and ideas in the session.

Esta iniciativa foi lançada em 2012, quando a taxa de desemprego atingiu um pico devido à crise económica, pelo Instituto Padre António Vieira – IPAV, uma associação que apoia vários projectos nos domínios da participação cívica, do diálogo intercultural, da empregabilidade e da governação integrada. O princípio do GEPE é criar grupos informais locais de desempregados que reúnem-se semanalmente para se apoiarem mutuamente na sua procura de emprego. Cada grupo é animado por dois facilitadores que preparam as atividades. No entanto, o princípio é trabalhar de forma horizontal: cada participante pode trazer as suas opiniões e ideias na sessão.

In January, I joined the GEPE Mais Brasil, located in Atmosfera M, Montepio’s building dedicated to host cultural and social initiatives and projects. The two facilitators of this group, Francisca and Solange, are members of the association Mais Brasil, whose objective is to support the integration of immigrants from Brazil in the region of Porto. The rest of the group was composed of around 8 members, with very different ages and backgrounds, which was extremely enriching for me.

Through everyone’s stories and anecdotes I got an overview of the difficulties that a lot of people faced with the harsh socio-economic crisis that Portugal went through, leading to very low and precarious work conditions. Another thing that stood out was the prejudices faced by people over 45 years-old on the job market, especially by women, who often feel like their experiences are not valued as  much as they should be.

Em janeiro, entrei no GEPE Mais Brasil, que se reúne na Atmosfera M, um espaço do Montepio dedicado ao acolhimento de iniciativas e projetos culturais e sociais. As duas facilitadoras deste grupo, Francisca e Solange, são membros da associação Mais Brasil, cujo objetivo é apoiar a integração de imigrantes do Brasil na região do Porto. O resto do grupo era composto por cerca de 8 membros, com idades e origens diferentes, o que foi extremamente enriquecedor para mim.

Através de histórias e anedotas de todos, tive uma visão geral das dificuldades que muitas pessoas enfrentaram com a crise socioeconómica que atravessou Portugal, deteriorando as condições de trabalho. Uma outra coisa que se destacou foram os preconceitos enfrentados por pessoas com mais de 45 anos no mercado de trabalho, especialmente por mulheres, que muitas vezes têm o sentimento de que as suas experiências não são valorizadas tanto como deveriam ser.

In March all GEPEs were focused on the preparation of the most important event of the year: the Pass Vite, which is a kind of speed-meeting between job-seekers and recruitors. 

Em março, todos os GEPEs concentraram-se na preparação do evento o mais importante do ano: o Passe Vite, que é um tipo de “speed-meeting” entre candidatos a emprego e recrutadores.

last12

However, during the rest of the year, most sessions are less about the job searsh in itself and more about developing and reinforcing transversal skills, like verbal and non-verbal communication and self-confidence. In a way, the physical meetings are more about breaking the social isolation that unemployment often comes with. Most of the exchanges linked to the job search are done through e-mails and Facebook, the idea being that every participant sends to others information and offers that can be relevant for them.  

No entanto, durante o resto do ano, a maioria das sessões não são realmente dedicadas à procura de trabalho em si mas sobretudo sobre o desenvolvimento e reforço de competências transversais, como a comunicação verbal e não-verbal e a autoconfiança. De certa forma, as reuniões físicas centram-se sobre romper o isolamento social que, muitas vezes, acompanha o desemprego. A maioria dos intercâmbios ligados à procura de emprego são feitos através de e-mails e Facebook. A ideia é que cada participante envie aos outros as informações e as ofertas que podem ser relevantes para eles.

Participating in the GEPE Mais Brasil was one of the most positive experiences of my EVS, as it was a great way to have a better connexion to the local community, to practice my Portuguese and to think about our/my relationship with employment and unemployment. Thus, if GEPEs’ main mission is helping people finding a job, they are also a lot about giving people some meaning and dignity back, making them feel like they matter and can bring something to others, without having a social/professional status. As Solange, one of the facilitator said:

Participar no GEPE Mais Brasil foi uma das experiências mais positivas do meu SVE, pois foi uma boa maneira de ter uma conexão melhor com a comunidade local, de praticar o meu português e de pensar sobre o nosso/meu relacionamento com o emprego e o desemprego. Assim, se a missão principal dos GEPE’s é ajudar as pessoas a encontrar um emprego, têm também como objetivo devolver-lhes a sua dignidade, ajudando-as a sentir-se importante e que podem dar um contributo aos outros, sem ter um estatuto social/profissional. Como a Solange, uma das facilitadoras disse:

We are not unemployed but professionals actively looking for work or new challenges, or new projects.

Não somos desempregados e, sim, profissionais na procura ativa de trabalho ou novos desafios ou novos projetos.

Realizing an e-book presenting the activities and good practices of 12 associations of the Federation

Realizar um e-book apresentando as atividades e boas práticas de 12 associações da Federação

In February and March Merve and I met 12 associations affiliated to the Federation. They were chosen by our colleagues for having implemented interesting projects and the goal of those interviews was to create an e-book presenting them, their activities and projects and some of their good practices, which could be interesting for others.

Em fevereiro e março a Merve e eu visitámos 12 associações afiliadas da Federação. Foram escolhidas pelos nossos colegas, colaboradores da FAJDP, por terem implementado projetos interessantes e de relevância na comunidade. O objetivo dessas entrevistas era criar um e-book apresentando as suas atividades, projetos e algumas das suas boas práticas.

The associations we met were very diverse, in terms of:

  • Topics: LGBT rights, environment, sports, theater, social intervention, health, intercultural dialog…
  • Age: from 2 to more than 30 years-old
  • Implantation scale: international networks as the European Youth Parliament or Best Porto, local associations very linked to one specific municipality, like Geoclube in Gondomar or AKPV in Póvoa de Varzim, and ones with no specific territorial implantation, often more recent

Conducting those interviews has been the opportunity to discover a bit more of the territory of the district of Porto, which surprised me with the diversity of the urban and rural spaces and landscapes it offers. It was also interesting and inspiring to meet young people inventing new models, like Cura + or Connect ART, or trying to combine the need to adapt their activities to new generations’ expectations and their will to preserve their core objectives, as for instance Geoclube, which started as an associations of nature and sports and is now developing activities in the field of employability and social insertion of young people. 

As associações que conhecemos são muito diversas, em termos de:

  • Tópicos: Direitos das pessoas LGBT, ambiente, desporto, teatro, intervenção social, saúde, diálogo intercultural…
  • Idade: de 2 a mais de 30 anos
  • Escala de implementação: redes internacionais como o Parlamento Europeu da Juventude ou o Best Porto, associações locais muito ligadas a um município específico, como o Geoclube em Gondomar ou o AKPV na Póvoa de Varzim.

Conduzir estas entrevistas foi uma oportunidade de descobrir um pouco mais o território do distrito do Porto, o que me surpreendeu, pela diversidade de espaços e paisagens urbanos e rurais que oferece. Foi, também, interessante e inspirador encontrar jovens que estão a criar novos modelos, como a Cura + ou a Connect ART, ou a conciliar a necessidade de adaptar as suas atividades às expectativas das novas gerações e à sua vontade de preservar os seus objetivos originais, como por exemplo o Geoclube, que começou como uma associação de natureza e agora está a desenvolver atividades no campo da empregabilidade e inserção social dos jovens.

last10
Transformers
last9
Ecoclube OPE
last8
Connect ART

Participating in the project “ As Retratos das Ilhas”

Participar no projeto “Os Retratos das Ilhas”

When I arrived in Porto one of my objectives was to keep taking theatre classes, as I had been doing in France for the past few years. However, I quickly realized that it wouldn’t be so easy, as there is no such thing as classes for amateurs here. I was complaining about it to a colleague who, by chance, had just heard about free theatre sessions in the Junta de Freguesia do Bonfim, on Tuesdays. Thrilled by this unexpected good news I went there the next week and found out that it was not really a theatre class but theatrical encounters, that are part of a broader artistic, social and communitarian project, called “As Retratos (= Portraits) das Ilhas”.

Quando cheguei ao Porto, um dos meus objectivos era continuar a frequentar as aulas de teatro, tal como vinha fazendo em França nos últimos anos. No entanto, rapidamente percebi que não seria tão fácil, porque aulas para amadores não se vê muito por aqui. Eu comentei esta questão com uma colega que, por acaso, acabara de ouvir falar de sessões gratuitas de teatro na Junta de Freguesia do Bonfim, às terças-feiras. Emocionada com esta boa notícia, fui lá na semana seguinte e descobri que realmente não era uma aula de teatro, mas encontros teatrais, que fazem parte dum projeto artístico, social e comunitário mais amplo, designado por “Os Retratos” das Ilhas “.

last3

This project, promoted by the network Inducar, associates various partners: Pele Espaço, an association developing communitarian theatre projects, the Junta de Freguesia (parish council) do Bonfim, the Municipality of Porto, the Portuguese Photography Center and Máquinas de Outros Tempos, a photography shop. The very good Paulo Pimenta, photograph for the newspaper Público, is in charge of taking pictures of the project. 

Launched in 2016, “Retratos das ilhas” aims at working about the identity of the ilhas of Bonfim, a neighbourhoud located in the east of the city center. Ilhas are a type of urbanization developed for the workers in the 19th that consists of a line of very small houses. 

Este projeto, promovido pela rede Inducar, associa vários parceiros: a Pele Espaço, uma associação que desenvolve projetos de teatro comunitário; a Junta de Freguesia do Bonfim; o Município do Porto; o Centro Português de Fotografia; e Máquinas de Outros Tempos, uma loja de fotografia; e o Paulo Pimenta, um fotógrafo conceituado do jornal Público, que está encarregado de tirar fotos do projeto.

Lançado em 2016, o projeto “Os Retratos das ilhas” visa trabalhar sobre a identidade das ilhas do Bonfim. As ilhas são um tipo de urbanização desenvolvida para os trabalhadores no século XIX.

An ilha is a type of collective housing typical of Porto. It is a private space composed by many tiny houses located inside the neighbourhoods quarters, in the backyards of the bourgeois houses of the 19th century.
The ilhas have commonly 10-12 houses in each side of a narrow (1,20m) and long corridor that leads to the street. The ilhas emerged as an immediate response to the lack of housing for accommodating the large numbers of rural population arriving to Porto in the mid 19th century, to work in the new factories of the recent industrialization.

ilha-schema

The objective is to valorize them and its inhabitants as part of Porto’s patrimony, through photography and communitarian theater.

It is intended to reinforce the identity and sense of belonging of those who inhabit these spaces of the city and reveal what is beyond the façades of the Bonfim’s ilhas:  who lives there, who makes it happen, what the ilhas need and of what memories and roots they are made.” (Facebook page desciption)

Se pretende reforçar a identidade e o sentido de pertença de quem habita estes espaços da cidade e revelar o que está para além das fachadas das Ilhas do Bonfim, quem lá mora, quem faz acontecer, de que precisam as Ilhas e de que memórias e raízes são feitas.” (Descrição da pagina Facebook)

I was lucky to be involved in this very rich and complete project, that has been evolving a lot, to adapt to the challenges it has faced. One of them was the difficulty to involve the inhabitants of the ilhas of Bonfim, despite PELE’s and Inducar’s efforts. Indeed, the large majority of our group does not live in ilhas and several, including me, don’t even live in Bonfim.

Tive sorte de encontrar este projecto, que acho muito rico e completo, e que tem evoluído consideravelmente, para adaptar-se aos desafios que enfrentou. Um desses desafios foi a dificuldade de envolver os habitantes das ilhas do Bonfim, apesar dos esforços da PELE e da Inducar. Com efeito, a grande maioria do nosso grupo não mora em ilhas e arredores, nomeadamente eu, que nem sequer vivo no Bonfim.

last5
Paulo Pimento “As Retratos das Ilhas”

To cope with this issue, it was decided to enlarge the meaning of ilha and extend it to the “personal island” that we all have, meaning the physical and mental places where we are alone, where we rest and connect to our roots, but also where we are isolated from the others. Moreover, two other groups were associated to the project: the children of the new social and educative association O Meu Lugar no Mundo, and a group of seniors belonging to the Centro Social Senhor do Bonfim.

Para lidar com essa questão, as dinamizadoras decidiram alargar o significado da ilha e estendê-la à “ilha pessoal” que todos temos, ou seja, os lugares físicos e mentais onde estamos sozinhos, onde descansamos e nos conectamos às nossas raízes, mas onde também poderemos criar relativo isolamento. De acrescentar, dois outros grupos foram associados ao projeto: as crianças da associação social e educativa O Meu Lugar no Mundo e um grupo de idosos pertencentes ao Centro Social do Senhor do Bonfim.

Once a month, since March, the 3 groups gather to pool the work each one has been doing. It was quite a peculiar and amazing experience to dance with over 70 years-old ladies, while Sergio, one member of my group, was rapping. This illustrates well PELE’s artistic approach, that is very open to all kind of expressive arts: in this project theatre, dance, music and photography mingle and enrich our work.

Uma vez por mês, desde março, os 3 grupos reúnem-se para pôr em prática e partilhar o trabalho que cada um tem feito. Dançar com pessoas com mais de 70 anos, enquanto o Sérgio, um membro do meu grupo, estava a rappar. Foi uma experiência bastante única e incrível. Isso ilustra bem a abordagem artística da PELE, que é muito aberta a todo tipo de artes expressivas: em que teatro, dança, música e fotografia se misturam e enriquecem o nosso trabalho.

last7

I also really appreciated the artistic construction process of the project’s leaders: everyone’s contribution is very welcomed and, at the same time, they guide us and make sure that we are building a show. As I’m telling everyone, I believe they succeed in conciliating social concerns and artistic standards.

Eu também apreciei o processo de construção artística do projeto: a contribuição de todos é muito bem-vinda e, ao mesmo tempo, somos bem orientados para garantir a construção do espectáculo final. Considero que conseguem conciliar bem as preocupações sociais e os padrões artísticos:

“Seeking the balance between ethics, aesthetics and effectiveness, assuming artistic creation as a lever for community, social and economic development, contributing to social and territorial cohesion.” PELE

“Procurando o equilíbrio entre ética, estética e eficácia, assumindo a criação artística como uma alavanca para o desenvolvimento comunitário, social e económico, contribuindo para a coesão social e territorial.” PELE

Moreover, in order to really have an impact on the evolutions of Bonfim, its ilhas and inhabitants, the project includes a thinking part, through the participation on various workshops and presentations around the themes of the urban and social transformations of the neighborhood, which is under the high pressure of investors, following the recent and tremendous growth of the tourism sector. Thus the project aims at creating a collective thinking about the issue of gentrification, and to present the conclusions and propositions of this work to the local authorities, which I find very interesting and happens to be very linked to my area of studies: local public policies and urbanism. 

Além disso, para realmente obter impacto na evolução do Bonfim, das ilhas e dos habitantes, o projeto inclui uma componente de pensamento e reflexão, através da participação em vários workshops e apresentações sobre os as transformações urbanas e sociais do Bonfim, que é sob a alta pressão dos investidores, após o recente e tremendo crescimento do setor de turismo. Desta forma, o projeto pretende criar um pensamento colectivo sobre a questão da gentrificação e apresentar as conclusões e propostas deste trabalho às autoridades locais, o que julgo ser muito interessante.

And I just love doing things like pretending I’m a wall, dancing against my partners, or just giving massages to each other.

Apraz-me fazer coisas como fingir que sou uma parede, dançar com os meus parceiros, ou dar e receber massagens.

last6

So, for those who will be around on the 20th of September, don’t miss the final show in Bonfim, which will be part of PELE’s 4th arts and community festival, the MEXE

Então, para aqueles que estarão perto do Bonfim no dia 20 de setembro, não percam o espetáculo final, que fará parte do 4º festival de artes e comunidades da PELE, e do MEXE.

last 14

As a conclusion, I would say that I’ve loved doing an EVS in Porto, a quite small but dynamic city, full of surprises. I particularly love the fact that there are so many semi-abandoned green areas in many parts of the city, and I can’t help finding some charm to some abandoned old houses. I have the feeling that I’m not done discovering and appreciating it.

The 3 projects that I just presented allowed me to meet people that are gathering and joining forces to face the tremendous changes that the city is going through since a few years and have an impact on them. Going against the well-spread idea that Portuguese people are quite passive, a lot of people that I met are seeking a stronger civic involvment of the population, and I wanted to bring a piece of testimony of these initiatives. 

Para concluir, gostaria de dizer que adorei fazer um EVS no Porto, uma cidade pequena, mas dinâmica, cheia de surpresas. Particularmente gosto do fato de que haver tantas áreas verdes e semi-abandonadas. Tenho a sensação que não terminei de descobrir e de apreciar esta cidade.

Os 3 projetos que acabei de apresentar permitiram-me conhecer pessoas que estão a juntar forças para enfrentar as enormes mudanças que a cidade está a atravessar já há alguns anos, e a tentar ter um impacto sobre elas. Contrariando a ideia bastante difundida de que os portugueses são bastante passivos, muitas pessoas que conheci querem desenvolver o envolvimento cívico da população, e eu queria dar o meu contributo através do testemunho destas iniciativas.

To conclude this last post I had no choice but dedicating the song to my lovely ex-flatmate and colleague: Merve Dündar. It’s Turkisk rock and it’s saying: 

Por fim, para concluir este meu último artigo, desejo dedicar uma canção para a minha ex-companheira de casa e colega: Merve Dündar. É uma canção de rock turca, Senden daha Guzel, que diz assim:

I’ve never met anyone more beautiful than you;

I’ve never met anyone more special than you

“Nunca conheci ninguém mais lindo do que tu;

Nunca conheci ninguém mais especial do que tu”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s