On Arrival Training for EVS Volunteers / On-arrival para voluntários SVE

14361298_10153679313650916_4451838616674791260_o

The Training consists of two sessions:

  • On-arrival training (EVS of 2 months and longer)
  • Mid-term evaluation (EVS of 6 months and longer)

National Agencies have to provide training and evaluation sessions for all volunteers in their country. Training is expected to complement each other, taking place at different stages of the service and of the volunteer’s non-formal learning process.

A formação consiste em duas sessões:

  • Formação à chegada (EVS de 2 meses ou mais)
  • Avaliação intercalar (EVS de 6 meses ou mais)

As agências nacionais devem providenciar sessões de formação e avaliação para todos os voluntários no seu país. Espera-se que a formação se complemente, ocorrendo em diferentes estágios do serviço e do processo de aprendizagem não-formal do/a voluntário/a.

Objectives of the training :

  • To introduce the volunteers to the host country, preparing them for the EVS experience.
  • Helps the volunteers adapt to cultural and personal challenges. It allows volunteers to get to know each other and to build a network.
  • Equips the volunteers with communication skills, including aspects of intercultural learning. It helps them become aware that cultural differences require different models of behaviour.
  • Is a time for the volunteers to plan the coming months and to develop their own personal goals.

Objetivos da formação:

  • Apresentar os/as voluntários/as ao país anfitrião, preparando-os para a experiência SVE.
  • Ajuda os/as voluntários/as a se adaptarem a desafios culturais e pessoais. Permite que os/as voluntários/as se conheçam uns aos outros e construam uma rede de contactos.
  • Fornece aos/às voluntários/as competências de comunicação, incluindo aspectos da aprendizagem intercultural. Ajuda-os a tomar consciência de que as diferenças culturais requerem diferentes modelos de comportamento.
  • É um momento para os voluntários planearem os próximos meses e desenvolver seus próprios objetivos pessoais.

 

Framework of the training / Enquadramento da formação:

  • Timing: within 4 weeks after the arrival of the volunteer;

           Tempo: dentro de 4 semanas após a chegada do voluntário;

  • Duration: on average 7 working days;

          Duração: em média 7 dias úteis;

  • Venue: residential.

            Local: residencial.

Every EVS volunteer has to participate in this training organised by Portuguese National Agency. We went to Braga to take part in training on September. And also last week, FAJDP’s new volunteer Joana went to Athens. Before she went, we shared our experiences about training with her:

‘On arrival training is the best part of EVS life’.

Todos os/as voluntário/as SVE têm de participar nesta formação organizada pela Agência Nacional de Portugal. Em setembro, nós (Porto Pulses) fomos a Braga para participar na formação. E também na semana passada, a nova voluntária enviada pela FAJDP, Joana, foi para Atenas. Antes de ir, nós compartilhamos nossas experiências sobre a formação com ela.

“Na chegada, a formação é a melhor parte da vida do SVE”.

 

On Arrival Training in Braga 

 Formação à chegada em Braga

 

We had six amazing days in Braga. The event was led by a group of experienced youth trainers and organized by National Agency in Portugal. It was so colourful and filled with happiness! There were so many different nationalities in the same place! We were learning more about EVS and the way it works while we were exchanging our ideas and experiences.

Tivemos seis dias maravilhosos em Braga. O evento foi liderado por um grupo de formadores experientes e organizado pela Agência Nacional em Portugal. Era tudo tão colorido e cheio de felicidade! Havia tantas nacionalidades diferentes no mesmo lugar! Aprendemos mais sobre o SVE e a maneira como ele funciona enquantotrocávamos ideias e experiências.

k

The trainers had also organized us nice surprises. We had an amazing traditional  Portuguese night together and listened Fado by trainers. And we had another amazing night which we exchanged our cultures and taught our traditional dances.

Os formadores também organizaram algumas surpresas:  tivemos uma incrível noite tradicional portuguesa juntos e escutamos Fado. E também tivemos outra noite incrível em que partilhámos as nossas culturas e ensinámos as nossas danças tradicionais.

h

What we expected and what we found from this training course was totally different. With the energizers, activities and free time, this was an important and useful experience for us. The volunteers will meet again in the mid-term evaluation, which will be organized on February.

O que esperávamos e o que encontrámos neste curso de formação foi totalmente diferente. Com energizares, atividades e tempo livre, esta foi uma experiência importante e útil para nós. Os voluntários vão se reunir novamente na avaliação intercalar, que será organizada em Fevereiro.

 

Joana’s Arrival Training in Athens 

Formação à chegada da Joana em Atenas

 

All volunteers belonging to the European Voluntary Service program of Erasmus + are invited to participate in a seminar that brings together volunteers with projects in the host country. So last week I had the opportunity to learn several things during the 6 days dedicated to this seminar. This event is dedicated to EVS volunteers who have lived in the country for less than 3/4 months (I started the project just over 1 month ago).

Todos os voluntários que pertencem ao programa de Serviço de Voluntariado Europeu do Erasmus + estão convidados a participar num seminário que reúne os voluntários com projectos no país anfitrião. Assim, na semana passada, tive a oportunidade de aprender várias coisas durante os 6 dias dedicados a esse seminário. Este evento é dedicado aos voluntários SVE que residem no país há menos de 3/4 meses (eu iniciei o projecto há pouco mais de 1 mês).

j

During the training period, we performed a variety of activities, every day there were at least 3 tasks, group or individual, that we had to perform and present to the monitors. All of them related to the months that all we will live and  be a volunteer in Greece, with the aim of helping us both in the projects, and even on a personal and psychological level in order to make the most of this period in this wonderful country.

Durante o período do training executámos variadas atividades: todos os dias haviam pelo menos 3 tarefas, em grupo ou individuais, que tínhamos de realizar e apresentar aos monitores. Todas elas relacionadas com os meses que todos irão viver e fazer voluntariado na Grécia, com o objectivo de nos ajudar, quer nos projectos, quer mesmo a nível pessoal e psicológico de maneira a aproveitarmos ao máximo este período neste maravilhoso país.

y

80 volunteers participated to this seminar, so the group activities were very difficult. And the groups were made up of at least 8 people. Due to the large number of participants and the difficulty of having many groups of people, did not facilitate the activities. However it was nothing impossible to deal with, more people, more ideas and more motivation.

Neste seminário participámos cerca de 80 voluntários- pelo que as atividades de grupo eram muito difíceis pois os grupos eram constituídos por pelo menos 8 pessoas. Isto devido ao elevado número total de participantes e a dificuldade de ter muitos grupos de poucas pessoas, o que não facilitava as atividades. No entanto não foi nada impossível de lidar: mais pessoas mais ideias e mais motivação.

l

o

Mostly the activities were performed inside the Hotel where we stayed during the 6 days. And one day,  a subject was given to us and it was related to Athens. We had day off to explore the theme, any way we wanted, in the surrounding city. That day, we divided into gathering information for activity and visiting Athens. And  it was the first time been in this city for almost everyone.

Maioritariamente as atividades eram realizadas dentro do Hotel onde ficamos instalados durante os 6 dias, exceto um dia em que nos foi dado um assunto relacionado com Atenas e tínhamos o dia livre para explorar o tema, da maneira que quiséssemos, na cidade e nos arredores. Este dia foi dividido em recolher informação para a atividade e em visitar Atenas visto que para quase todos era a primeira vez na cidade.

v

z

I loved the experience, besides the information I got about the Erasmus + program and the whole project itself, I met a lot of people who are in the same situation as I, despite the different areas of volunteer and the cities where they live, it was very important to remove ideas, get more motivation, exchange experiences and plumb the project as well as get answers to some unanswered questions so far.

Adorei a experiência, além das informações que consegui obter acerca do programa Erasmus + e todo o projeto em si, conheci bastantes pessoas que estão na mesma situação que eu; apesar das diferentes áreas de voluntariado e das cidades onde residem, foi muito importante para retirar ideias, obter mais motivação, trocar experiências e publicitar o nosso projeto bem como obter respostas a algumas perguntas não respondidas até ao momento.

aaaaa

d

In addition to this, now we have contacts of people residing all over Greece and new destinations to visit on weekends and on days off!

Além disto, temos agora contactos de pessoas que residem por toda a Grécia e novos destinos para visitar nos fins-de-semana e nos dias de folga!

dd

 

Tomorrow : Acting for a change in the world and in Porto // Amanhã: Actuar para uma mudança no mundo e no Porto

 

img_7771Our last and third event took place last Tuesday, on the 13d of December. As usual, we organized it in collaboration with Leonor and her Storyboard Café and, we don’t want to brag, but once again the room was full! Thanks again to those who helped us share the event.  

As for our first event, we chose to share a movie that we like. However, this time we chose a film a bit more serious and reflexive than the Gilded Cage.

O nosso último e terceiro evento aconteceu no dia 13 de dezembro. Como de costume, organizámo-lo em colaboração com a Leonor no Storyboard Café e, sem nos querermos vangloriar, mas mais uma vez a sala estava cheia! Antes de mais, gostaríamos de agradecer novamente a todos aqueles que nos ajudaram a compartilhar o evento.

Tal como no nosso primeiro evento, optámos por partilhar um filme que achamos interessante – “A Gaiola Dourada”. No entanto, desta vez, escolhemos um filme / documentário um pouco mais sério e reflexivo comparativamente com o anterior.

About the documentary “Tomorrow”

Sobre o documentário “Amanhã”

tomorrow

 “Tomorrow”(2015) is a French documentary directed by Cyril Dion and Mélanie Laurent. Co-funded through the participative platform Kisskissbankbank (450 000 € with 10 000 donators), it relates various local initiatives aiming at making the world “better”:  more sustainable, inclusive and democratic. The initiatives are divided in 5 chapters: agriculture (ex: urban agriculture in Detroit, permaculture) energy (ex: use of renewable energies in Copenhagen), economy (ex: local currency used by SME in Switzerland), democracy (ex: use of random draw in Iceland) and education (ex: pedagogical approaches in Finland).

“Amanhã” (2015) é um documentário francês realizado por Cyril Dion e Mélanie Laurent. Co-financiado através da plataforma participativa Kisskissbankbank (450,000.00€ e com cerca de 10 000 doadores), este documentário contou com várias iniciativas locais cujo objetivo era tornar o mundo “melhor”: mais sustentável, inclusivo e democrático. As iniciativas estão divididas em 5 capítulos: agricultura (ex: agricultura urbana em Detroit) energia (ex: uso de energias renováveis em Copenhaga), economia (ex: moeda local usada pelas PME na Suíça), democracia (ex: sorteio na Islândia) e educação (ex: abordagens pedagógicas e inovadoras na Finlândia).

One of the main ideas that is conveyed by “Tomorrow” is that we have to go back to a development model that leaves more space to the diversity of local ecosystems, whether they are natural, economic, social or civic. 

The documentary had a remarkable success in France, with more than 1 million of tickets of cinema sold, and most of the critics were positive, even though some point out the superficiality of the analysis and their excess of optimism for local solutions. These critics are in our opinion justified, nevertheless we think that this feel-good-eco-movie reached its main goal: encouraging action, fighting fatalism, making ecology, renewables energies, bio agricultural etc look both normal and “sexy”.

Uma das ideias principais transmitidas por “Amanhã” é que devemos retornar a um modelo de desenvolvimento que dê mais espaço à diversidade dos ecossistemas locais e que, preferencialmente, sejam mais naturais, económicos, sociais ou cívicos.

O documentário teve um sucesso importante em França, com mais de um milhão de bilhetes de vendidos. Adicionalmente, a maioria das críticas foram positivas – embora algumas delas destaquem a superficialidade da análise e o seu excesso de otimismo para soluções locais. Essas críticas são, na nossa opinião, justificadas. No entanto pensamos que este “eco-feel-good-movie” atingiu o seu principal objetivo: incentivar à acção, combater o fatalismo, e convertendo como normais e atraentes conceitos como “ecologia”, “energias renováveis”, “agricultura biológica”, etc…

 “The movie seems to awaken something among French people. It reconciles them with the future. The announcement of catastrophes comes with fear, denial, but with the movie we give legitimacy and courage to those who act”. Cyril Dion

“Men need to create some meaning and build fictions to survive. Today we have to replace the consumerism and technology-oriented story-telling of post WW2”. C.D. 

 “O documentário pareceu despertar algo nos franceses. Ele reconcilia-os com o futuro. O anúncio de catástrofes traz o medo, a negação; mas com este documentário damos legitimidade e coragem aos que atuam “. Cyril Dion

“A humanidade precisa de criar sentido através da construção de ficções para sobreviver. Hoje temos de substituir a narrativa do consumismo e da tecnologia do pós-WW2” C.D.

We decided to share this dose of optimism for out last event of 2016, and because one of our goal is also to set our action in our local context, Porto, we invited several local associations and a public company, to present their own projects. The idea was to have a talk with these 6 organizations around the themes of the movie and we had many questions in mind: how do local public institutions and associations work or could work together ? What are the means and difficulties to reach the citizens and change some of their behaviors?…

Unfortunately, each project’s presentation lasted around 10/15 minutes, way more than the 5 that we had planned, and at midnight it was a bit late to start a debate… Anyway, it’s a good lesson for the future and we were glad that most of the participants found the movie inspiring.

Decidimos partilhar esta dose de optimismo para o nosso último evento de 2016, e porque um dos nossos objetivos consiste em inscrever a nossa acção no nosso contexto local, o Porto. Para o efeito, convidámos várias associações locais e uma empresa pública, às quais propusemos que apresentassem os seus próprios projetos. A ideia era ter uma conversa com essas seis organizações sobre os temas do documentário; e, claro, que tínhamos muitas perguntas em mente. Por exemplo, como é que as instituições e as associações públicas locais trabalham ou poderiam trabalhar juntas? Quais são os meios e dificuldades para alcançar os cidadãos e mudar alguns dos seus comportamentos? Etc…

Infelizmente, a apresentação de cada projeto durou cerca de 10/15 minutos, muito mais do que os 5 minutos que tínhamos planeado; e à meia-noite pareceu-nos um pouco tarde para iniciar um debate… De qualquer forma, foi uma boa lição para o futuro e ficamos contentes que a maioria dos participantes tenha achado o filme inspirador.

Protecting the environment and promoting urban agriculture in Porto

Protecção do ambiente e promoção da agricultura urbana no Porto

2 of the projects that we invited are working on developing urban and biological agriculture in Porto.

Dois dos projetos que convidámos estão a trabalhar no desenvolvimento da agricultura urbana e biológica no Porto.

A few elements about Urban Agriculture in Porto

Definition or Urban Agriculture (UA): “the agriculture practiced inside (intra-urban agriculture) or on the outskirts (peri-urban agriculture) of spatial contexts that are perceived as “urban”, covering all stakeholders, communities, activities, places and economies that focus on the production of bio-based. ” Action COST – Urban Agriculture Europe (2013).

In her dissertation about the integration of UA in Urban planning in Porto, Joana Leal notes that “the current model in Porto is based preferably on the support, by the Municipality of Porto,  in partnership with LIPOR, of the actions of associations / institutions that want to boost UA projects in the city, providing for that purpose, municipal land under lease or in some cases on loan.”.

The main threat identified by the 15 managers of urban agriculture spaces in Porto she interviewed is related to the urban “pressures“, in the areas of consolidation or expansion of the urban area and the possible real estate speculation. She also underlines the fact that the demand for urban agricultural spaces largely exceeds the supply.

Alguns elementos sobre a Agricultura Urbana no Porto

Definição da Agricultura Urbana (AU): «a agricultura praticada no interior (agricultura intra-urbana) ou nos arredores (agricultura periurbana) de contextos espaciais que são percebidos como “urbanos”, abrangendo todas as partes interessadas, comunidades, atividades, lugares e economias que se concentrem na produção de produtos biológicos.» Action COST – Urban Agriculture Europe (2013).

Na sua dissertação sobre a integração da AU no Planeamento Urbano do Porto, Joana Leal assinala que «o atual modelo no Porto baseia-se preferencialmente no apoio, pelo Município do Porto, em parceria com a LIPOR, às acções de associações / instituições que querem impulsionar projetos de AU na cidade, fornecendo, para o efeito, terrenos municipais para arrendamento ou, em alguns casos, por empréstimo».

A principal ameaça identificada pelos 15 gestores de espaços de agricultura urbana que ela entrevistou está relacionada com as “pressões” urbanas, nas áreas de consolidação ou de expansão da área urbana e da possível especulação imobiliária. Ela sublinhou também, que a demanda por espaços agrícolas urbanos excede largamente a oferta.

See more about urban agriculture in Portugal:

Horta de Formiga (LIPOR)

Susana Freitas represented LIPOR, the intermunicipal public company that is charge of the waste management, valorization and treatment of the Great Porto, which counts 8 municipalities. 

Susana Freitas representou a LIPOR – Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto – entidade responsável pela gestão, tratamento e valorização dos resíduos urbanos produzidos pelos oito municípios que a integram: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

lipor

More specifically she works inside LIPOR’s environmental education project, called “Horta de Formiga”(= the ant’s garden), launched in 2002.

The idea of LIPOR to educate citizens and institutions, raise awareness about environmental issues and favor the implementation of good practices.

Concretely the Horta da Formiga is a space, located in Baguim do Monte, in which a garden and a small farm have been developed and where workshops are organized to help participants have more sustainable behaviors, in relation to waste management but also to urban agriculture.

Como complemento à atividade de gestão de resíduos, a Lipor tem um vasto trabalho de sensibilização e consciencialização da população com vista a uma mudança de comportamento em matéria de resíduos. No caso dos resíduos orgânicos, foi criado em 2002 o espaço da “Horta da Formiga” cujo objetivo é disseminar práticas mais sustentáveis junto do cidadão urbano nas áreas da agricultura/jardinagem biológica, da compostagem caseira e do desperdício alimentar”, com vista à prevenção da produção de resíduos.

img_7777
Susana Freitas, LIPOR

In 14 years, 4 sub-projects have been developed:

  • Home Composting: Horta da Formiga was originally born with the objective to educate citizens to compost at home. Regularly Horta da Formiga organizes workshops, in different places of the Greater Porto, to teach people how to compost.
  • Biological agriculture: following the objective of promoting a healthy and sustainable way of producing food, LIPOR, through Horta da Formiga, has been structuring the metropolitan policy of urban agricultural spaces development, in collaboration with local entities. The idea is to promote the developement of these spaces and provide 25 m2 plots to citizens willing to grow food products, under the condition that they respect LIPOR’s environmental standards. Today this project represent 46 gardens and 1466 plots all around the Great Porto, a number that remains insufficient to meet the demand, since 3800 people are currently on the waiting list. 
  • Sustainable gardening: this project, developed more recently, aims at spreading agricultural good practices in all green spaces, public or private, of the cities. Citizens can sign a commitment card that allows them to have access to Horta da Formiga’s network and resources. 
  • Food waste: as Susana Freitas reminded, 40% of the waste produced in the Great Porto is organic. This project’s objective is thus to reduce waste production as its source by sensibilizing the population to food waste reduction. For now, it is developed in restaurants and may be extended to families in the future.

Em 14 anos, foram desenvolvidos quatro projectos, gratuitos, associados ao conceito da Horta da Formiga:

  • Compostagem caseira: pretende-se reduzir os resíduos orgânicos ao nível das habitações, prédios e instituições da área de intervenção da Lipor, como forma de desviar esta fração dos resíduos indiferenciados. Regularmente são organizados workshops em diferentes locais dos oito municípios, onde se explica o processo de compostagem caseira e são atribuídos compostores a quem reúne as condições do projeto.
  • Agricultura biológica: criação de espaços verdes dinâmicos e úteis, promovendo a biodiversidade e boas práticas agrícolas, através da compostagem caseira e agricultura biológica. Na prática, este projeto disponibiliza talhões de no mínimo 25m2 aos cidadãos interessados em praticar a agricultura biológica e a compostagem. Ao receber o talhão de terreno, os futuros agricultores recebem também formação em agricultura de modo biológico (para amadores!). Os produtos são para consumo próprio, é disponibilizada água e um local para armazenar as ferramentas. É ainda disponibilizado um compostor individual ou compostor comunitário. Hoje em dia, este projeto representa 50 hortas (≈11 ha) e 1656 talhões, um número que continua a ser insuficiente para satisfazer a procura: 2 800 pessoas estão atualmente na lista de espera.
  • Jardinagem Sustentável e Biodiversidade: este projeto, desenvolvido mais recentemente, tem como objetivo a difusão de técnicas de agricultura biológica e de boas práticas de manutenção em todos os espaços verdes, públicos ou privados, do território, eliminando a utilização de produtos químicos de síntese Os cidadãos podem obter um cartão de compromisso que lhes permite ter acesso à rede e aos recursos da Horta da Formiga.
  • Desperdício alimentar: tal como recordou a Susana Freitas, cerca de 40% dos resíduos produzidos no Grande Porto são orgânicos. O objetivo deste projeto é, portanto, reduzir a produção de resíduos alimentares e consequentemente o desperdício de alimentos. Procura-se uma mudança de comportamentos nos estabelecimentos de restauração (restaurantes e cantinas) e do cidadão (Workshops, Dicas, ferramentas digitais).

 

Contactos:

info@lipor.pt

R. Morena 805, 4435-996 Baguim do Monte, Portugal

http://www.lipor.pt/pt/educacao-ambiental/horta-da-formiga/

https://www.facebook.com/LiporGestaoResiduo/?fref=ts

https://www.facebook.com/HortadaFormiga/

 

Horta “Quinta Musas da Fontinha”

A few local associations have also created and developed urban agriculture spaces in Porto. It is the case of the Espaço Musas, originally a sport and chess association, located very near from Faria Guimarães metro station.

Algumas associações locais também criaram e desenvolveram espaços de agricultura urbana no Porto. É o caso do Espaço Musas, que era originalmente uma associação desportiva (pratica sobretudo xadrez), situada muito perto da estação de metro Faria Guimarães.

img_7817
Luis Chambel, Espaço Musas

Around 8 years ago the association started a new project, the Horta “Quinta Musas da Fontinha”, that we already mentioned in this blog. The idea was to use the garden in the backyard of their building to cultivate biological products by making the plots available for associations interested in doing so. With time they extended the space to some parcels belonging to the municipality and to their neighbors, who prefer to see their land cultivated than abandoned. 

Há cerca de oito anos atrás, a associação iniciou um novo projeto, a Horta “Quinta Musas da Fontinha”, que já mencionámos neste blog. A ideia era usar o seu quintal deles para cultivar produtos biológicos, tornando os talões disponíveis para as pessoas interessadas. Posteriormente, iriam expandir o espaço às parcelas vizinhas, que pertencem ao município e aos vizinhos, que preferem ver as suas terras cultivadas em vez de abandonadas.

musas

If you’re interested in knowing more about the project and the place but don’t want to become a member you can still participate in the events that they sometimes organize, like for instance the “Disco Soup”, in collaboration with Casa da Horta.

Se está interessado/a em saber mais sobre o projeto e sobre o lugar, mas não quer se tornar membro/a, ainda pode participar nos eventos que por vezes esta organização promove, como por exemplo  a “Disco Soup” realizada recentemente  em colaboração com a Casa da Horta.

Contactos:

quintamusasdafontinha@gmail.com

Rua do Bonjardim, 998, Porto

https://www.facebook.com/hortaquintamusasdafontinha/?fref=ts

http://musas.pegada.net/

 

Urban Rehabilitation in Porto

Reabilitação Urbana no Porto

3 of the projects we invited have developed different approaches to adress the question of urban rehabilitation. Habitar Porto aims at encouraging rehabilitation by being a facilitator among the various actors involved and by working in proximity with the local population. Critical Concrete’s idea is to rehabilitate houses and public spaces through educational programs. The 3d one, the Worst Tours, adresses it in a more indirect way, by raising awareness about it during the tours of the city they organize. 

Três dos projetos que convidámos desenvolveram diferentes abordagens da questão da reabilitação urbana. O Habitar Porto tem como objetivo incentivar a reabilitação, sendo um facilitador entre os vários atores envolvidos e trabalhando em proximidade com a população local. A ideia da Critical Concrete é reabilitar casas e espaços públicos através de programas educacionais. O 3º, os Worst Tours, aborda-o duma forma mais indirecta, através da sensibilização sobre o assunto durante os passeios da cidade que organizam.

A few elements about Urban Rehabilitation in Porto

The centre of Porto has been declining for many years. Its population has been diminishing gradually since the 1960s, whereas at the same time the AMP (Metropolitan Area of Porto) started growing endlessly and rising in importance as a principal component of the national urban system. For example, in the 10-year period 1991– 2001, Porto’s population shrank by 40,000 despite the fact that it increased by 133,000 throughout the remainder of the AMP.” Evaluating the Impacts of Urban Regeneration Companies in Portugal: The Case of Porto, Luís Neto, Nuno Pinto & Malcolm Burns

The abandonment of the city center went hand in hand with the ongoing degradation or its buildings. Recently there has been a move towards a rehabilitation of the city center, notably with the creation of the Urban Rehabilitation Society, PortoVivo, in 2004, which, according to Luís Neto and co has been quite efficient.

But the recent rehabilitation process of the center is also very linked to the tremendous tourism growth that dates back to 5 or 6 years. Indeed tourism is an incentive to rehabilitate the city (rehabilitate to rent in AIrBnB for instance) and, in the other way around, rehabilitation can be a way to increase tourism. However this phenomenon raises important questions in terms of urban, social and economic outcomes for the local community.  Several local actors are questioning the actual tourism policy, stating that it is not socially, democratically, and even economically  relevant that urban rehabilitation be directed mostly to the tourism industry. 

Alguns elementos sobre a Reabilitação Urbana no Porto

O centro do Porto tem declinado  há muitos anos, a sua população tem diminuído gradualmente desde os anos 60, enquanto ao mesmo tempo a ZMP (Zona Metropolitana do Porto) começou a crescer sem cessar e ganhar importância como componente principal da política urbana nacional. Por exemplo, no período de 10 anos de 1991 a 2001, a população do Porto diminuiu de 40 mil, apesar do aumento de 133.000 da AMP “. Avaliação dos Impactos das Empresas de Regeneração Urbana em Portugal: O Caso do Porto, Luís Neto, Nuno Pinto e Malcolm Burns

O abandono do centro da cidade foi acompanhado da contínua degradação dos seus edifícios. Recentemente, tem havido um movimento de reabilitação do centro da cidade, nomeadamente com a criação da Sociedade de Reabilitação Urbana, PortoVivo, em 2004, que, segundo Luís Neto, tem sido bastante eficiente.

Mas este recente processo de reabilitação do centro está também muito ligado ao crescimento forte do turismo que começou há cinco ou seis anos. Com efeito, o turismo é um incentivo para reabilitar a cidade e, no sentido inverso, a reabilitação pode ser uma forma de aumentar o turismo. No entanto, esse fenómeno levanta questões importantes sobre os seus impactos sociais, urbanas e económicos sobre a comunidade local. Vários atores locais interrogam a política atual de turismo, afirmando que não é pertinente e justo que a reabilitação urbana seja dirigida principalmente à indústria do turismo.

See more about urban rehabilitation in Porto:

Habitar Porto

Habitar Porto is an association created around one year ago and coordinated by Liliana Lopes and Aitor Varea Oro, a spanish architect, who was with us on Tuesday. The rest of the team is made of two social workers, three architects and one civil engineer.

A Habitar Porto é uma associação criada há cerca de um ano, coordenada por a Liliana Lopes e o Aitor Varea Oro, um arquiteto espanhol, que esteve connosco na terça-feira passada. O resto da equipa é formada por dois assistentes sociais, três arquitetos e um engenheiro civil.

img_7829
Aitor Vareo Oro

Originally the project was called Habitar Bonfim, as it was born in the neighborhood of Bonfim, located in the east part of the city center. Bonfim has indeed a very high rate of vacant houses, almost 20% and its district municipality, the Junta de Freguesia do Bonfim, has been supporting the project since the beginning. 

Originalmente o projeto foi chamado Habitar Bonfim, já que nasceu no bairro do Bonfim, localizado na parte leste do centro da cidade. O Bonfim tem, com efeito, uma taxa muito elevada de casas desocupadas, cerca de 20%, e a Junta de Freguesia do Bonfim, tem apoiado o projeto desde o início.

bonfim
% of vacant housing (source: Habitar Porto, INE)

We are aware of this movement to the periphery and to reverse it is a priority. This is why we support the projectJosé Manuel Carvalho, President of the Junta de Freguesia do Bonfim

Temos consciência dessa deslocalização para a periferia e reverter essa saída é uma prioridade. Por isso apoiamos este projeto”, José Manuel Carvalho, Presidente da Junta de Freguesia do Bonfim

Habitar Porto’s project started from the following analysis:

O projeto da Habitar Porto começou a partir da seguinte análise:

 “An important part  of the problem lies down in the complexity or urban rehablitation processes, which implies rehabilitation operations with high prices that exclude from the market potential tenants but also owners who can’t profit from their patrimony. A situation that leads to the non-use of the housing sector, which renovation would create employment in the construction area and would revitalize the city socially and economically.” Habitar Porto

Conjuntamente identificou-se que grande parte do problema reside na complexidade dos processos de reabilitação urbana, que se traduz em preços elevados das operações de recuperação que excluem do mercado os inquilinos mas também os proprietários, que não podem usufruir dum património. Uma situação que provoca o desaproveitamento dum parque habitacional cuja recuperação contribuiria para criar emprego na área da construção e para revitalizar a cidade económica e socialmente.” Habitar Porto

Thus, the principle of Habitar Porto is to facilitate the implementation of rehabilitation processes mainly through support and networking between the main stakeholders of rehabilitation process, tenants, owners and construction workers:  

  • Providing information about the programs of financial support that already exist;
  • Providing bureaucratic support during the process of applying for a program;
  • Giving access to a network of specialists in the areas of social support and construction;
  • Making owners and tenants meet and promoting “collaborative strategies”: when the owner provides the housing for free or a very low rent in exchange of the realization of rehabilitation works by the tenant. 

In order to meet its objective of proximity with the population, Habitar is hosted by the Freguesia do Bonfim 3 mornings a week to welcome the public.

In his presentation, Aitor underlined that the support of local public institutions, as the Freguesia do Bonfim and the Municipality of Porto, is essential for the project, as well as the collaboration with various local actors: associations, construction workers, social workers etc. 

Assim, o princípio da Habitar Porto é facilitar a implementação dos processos de reabilitação, principalmente através dum apoio técnico e da articulação entre as principais partes interessadas do processo de reabilitação, inquilinos, proprietários e trabalhadores da construção civil:

  • Fornecer informações sobre os programas de apoio financeiro já existentes;
  • Prestar apoio burocrático durante o processo de candidatura a um programa;
  • Dar acesso a uma rede de especialistas nas áreas do apoio social e da construção;
  • Ajudar os proprietários e inquilinos a encontrar-se e promover “estratégias colaborativas“: quando o proprietário oferece a habitação gratuitamente ou a uma renda muito baixa em troca da realização de obras de reabilitação pelo inquilino.

Para cumprir o seu objectivo de proximidade com a população, a Habitar é acolhida pela Freguesia do Bonfim três manhãs por semana para receber o público.

Na sua apresentação, Aitor sublinhou que o apoio das instituições públicas locais, como a Freguesia do Bonfim e a Câmara Municipal do Porto, é essencial ao projecto, bem como a colaboração com vários actores locais: associações, trabalhadores da construção civil, assistentes sociais etc…

Contactos: 

info@programahabitar.org

https://habitarporto.org/

https://www.facebook.com/habitarporto/

 Critical Concrete

Critical Concrete is also a very recent association, created by Samuel Kalika, a 33 years-old French, who left Berlin to build a new project from scratch in Porto.

A Critical Concrete é também uma associação recente, criada por Samuel Kalika, um francês de 33 anos, que deixou Berlim para construir um novo projeto no Porto.

img_7783
Samuel Kalika

Critical Concrete’s ambition is « to provide an alternative way of teaching, learning and creating architecture, art and design.” As Samuel explained, the project, can be divided into 2 dimensions:

  • Rehabilitating socially relevant houses or public spaces through educational programs. The first edition of its summer school took place in 2016: 40 young students from all over the world learned new skills rehabilitating a typical “ilha” (type of small housing units that were developed in the 19th for the working-class). For this project, Critical Concrete collaborated with the Junta de Freguesia do Bonfim, who helped them identify a relevant house to be refurbish, and with Habitar Porto.Samuel underlines that, in this process, one their main concern was the sustainability of the rehabilitation, the objective being to deliver a house that will be easy to preserve and fix in the future. 
  • Animating a socio-cultural space: Co-Lateral. One of the main activity of Critical Concrete during this year has been the refurbishment of their house, located near Francos metro station. The idea is to make Co-Lateral “the first production centre in the neighbourhood of Ramalde with co-working, co-building and co-living facilities.’Critical Concrete also wants to use this space to develop a wider social and cultural program in collaboration with the local community, with events “as summer screenings, dancing balls, football projections and markets, twisted with the social sciences, artistic actions and architectural experimentation.”. This is still a beginning work but movie nights have already started: the idea is that every session has a different theme (kung-fu, food, housing were the first 3) and participants vote among a selection of movies. 

A ambição da Critical Concrete é “fornecer uma forma alternativa de ensinar, aprender e criar arquitetura, arte e design”. Como explicou Samuel, o projeto é dividido em duas dimensões:

  • A reabilitação de casas ou espaços públicos socialmente relevantes através de programas educativos. A primeira edição da sua “summer school” aconteceu em 2016: 40 jovens estudantes de todo o mundo aprenderam novas competências pela reabilitação duma “ilha”, uma forma de casa típica desenvolvida no século XIX para a os trabalhadores. Neste projeto, a Critical Concrete colaborou com a Junta de Freguesia do Bonfim, que a ajudou a identificar uma casa pertinente a reabilitar, e com a Habitar Porto. Samuel sublinhou que neste processo, uma preocupação importante foi a sustentabilidade da reabilitação, o objetivo era entregar uma casa cuja preservação seja fácil.
  • A animação dum espaço sociocultural: o Co-Lateral. Uma das principais atividades da Critical Concrete durante este ano foi a remodelação da sua casa, que fica perto da estação de metro Francos. A ideia é tornar o Co-Lateral “no primeiro centro de produção no bairro de Ramalde com instalações de co-working e de co-construção.” Como explicou Samuel já começaram a organizar oficinas de construção. A Critical Concrete também quer usar esse espaço para desenvolver um programa social e cultural maior, em colaboração com a comunidade local, com eventos “como exibições de verão, bailes, projeções de futebol, mercados, ligados com as ciências sociais, acções artísticas e experimentação arquitetural.”. Isto ainda está a começar, mas já podem assistir às suas noites de cinema: a ideia é que cada sessão tenha um tema diferente (kung-fu, comida, habitação foram os três primeiros) e os participantes votam no início entre uma seleção de filmes.

 

Contactos: 

mail@criticalconcrete.com

Rua Direita de Francos, 1024, Porto

http://criticalconcrete.com/

https://www.facebook.com/criticalconcrete/?fref=ts

 

The Worst Tours

The Worst Tours is a collective of 3 architects of Porto, Gui, Pedro and Isabel, organizing alternative tours of their city. They started these tours in an informal way in the end of 2012, as a response to the “economic destruction” of the city, with the impacts of the 2008 crisis and the austerity measures that followed. The idea is to question the urban and social effects of national and local policies: austerity, support to tourism etc, by proposing tours of Porto to locals and foreigners. It is also a way to show to tourists the parts of the city that are outside of the city center, with a political approach.

We already talked about the Worst Tours when I made one with Gui, and this is precisely this critical approach of urban policies that made us think it would be intersting to invite them. For our movie night it was Pedro, “expert of the town history” and “activist“, according to his own presentation, who came to present the project and some of their convictions, like the fact that it is not economically sustainable, socially relevant and democratic that important amounts of public money be spend to support the tourism industry and private hotels or the one that ilhas can be a part of the solution to fight gentrification of the city center. 

As The Worst Tours são um coletivo de 3 arquitetos do Porto, Gui, Pedro e Isabel, que organiza visitas alternativas à cidade. Eles iniciaram essas visitas de forma informal no final de 2012, como resposta à “destruição económica” da cidade, com os impactos da crise de 2008 e as medidas de austeridade que se seguiram. A ideia deles é questionar com locais e estrangeiros os efeitos urbanos e sociais das políticas nacionais e locais: austeridade, apoio ao turismo, etc… É também uma maneira de mostrar aos turistas a cidade, independentemente da beleza, mas de uma forma política, as áreas que ficam fora do centro da cidade.

Já falámos sobre as The Worst Tours quando eu um passeio com a Gui, e é precisamente esta abordagem crítica das políticas urbanas que nos fez pensar que seria interessante convidá-los.  No nosso evento foi Pedro, “especialista da história da cidade” e “ativista”, segundo a sua própria apresentação, que veio apresentar o projeto e algumas das suas convições, como o fato de que não é economicamente sustentável, socialmente relevante e democrático que quantidades importantes de dinheiro público sejam gastas para apoiar a indústria do turismo e hotéis privados ou o que as ilhas podem ser uma parte da solução para combater a gentrificação do centro da cidade.

img_7824
Pedro, the Worst Tours

A few months ago, they settled down their activity in a “kiosque”, rented from the City Hall, near the Jardim San Lazaro, which allows them to adress directly people in the street, don’t hesitate to go and meet them there to know more about the project ! 

Há alguns meses, eles estabeleceram a sua atividade num quiosque alugado à Câmara Municipal, perto do Jardim de São Lázaro, o que lhes permite falar diretamente às pessoas na rua. Não hesitem em ir lá e encontrá-los!

img_6195

Contactos: 

theworsttours@gmail.com

http://theworsttours.weebly.com/

https://www.facebook.com/The-Worst-Tours-132385580250450/?fref=ts

 

Education of citizens

Educação dos cidadãos

Inducar 

Inducar is a network of professionals of education, social and cultural intervention that has developed various activities that can be divided into 3 categories: formation (ex:“Intercultural communication”, “Portuguese language”, “Gender equity”), consulting for clients and projects with other partners. 

A Inducar é uma rede de profissionais de educação, intervenção social e cultural que desenvolve várias atividades que podem ser divididas em três categorias: formação (ex: “Comunicação Intercultural”, “Língua Portuguesa”, “Equidade de Género”), consultoria para clientes e projetos com outros parceiros.

Example of a project : “Retratos das Ilhas”

One of current Inducar’s projects is called “Retratos das Ilhas” and focuses on the ilhas of Bonfim. The idea is to use arts, photography and theater, to involve the inhabitants in the expression of what is an ilha to them and in the recognittion of ilhas as part of the patrimony of the city. In this projectm Inducar works in partnership with the theater association Pele, the Portuguese Photography Center and the Junta de Freguesia do Bonfim. I (Anouck) am part of the theater group and will probably talk more about this project in the future. 

Um dos projetos atuais da Inducar é chamado “Retratos das Ilhas” e concentra-se nas ilhas do Bonfim. A ideia é usar as artes, a fotografia e o teatro, para envolver os habitantes na expressão do que é uma ilha para eles e no reconhecimento das ilhas como parte do património da cidade. Neste projecto a Inducar trabalha em parceria com a associação de teatro Pele, o Centro Português de Fotografia e a Junta de Freguesia do Bonfim. Eu (Anouck) faço parte do grupo de teatro e provavelmente falarei mais sobre este projeto no futuro.

retratos

See more: 

https://www.facebook.com/retratosdasilhas/?fref=

The common basis of its interventions is the use of non-formal education:

A base comum das suas intervenções é o uso da educação não-formal:

A mix of diverse methods of development and learning, in which people are challenged to use a critical and reflexive attitude on their own experience (professional or personal).” Inducar

Uma mistura de diversos métodos de desenvolvimento e aprendizagem, em que as pessoas são desafiadas a usar uma atitude crítica e reflexiva sobre a sua própria experiência (profissional ou pessoal)”. Inducar

The idea of empowering people by leading them to question their own experiences was illustrated by Susana Constante Pereira, Inducar’s president, when she asked us to reflect about our level of “acting responsible” in our daily life, as well as the one of our social circle. 

A ideia de capacitar pessoas, levando-as a questionar as suas próprias experiências foi ilustrada por a Susana Constante Pereira, a presidente da Inducar, quando ela nos pediu para refletir sobre o nosso nível de “agir responsável” na nossa vida, bem como no nosso círculo social.

img_7806
Susana Constante Pereira
img_7801
” How you would you evaluate yourselft in relation to the movie?”

 

According to her, Inducar can contribute to the the shift to a more locally-centred, connected and sustainable world by giving people tools to question and change their behaviors, through innovative learning methods. 


These 6 projects are very different, by their status, objectives and means, but they all try to involve and empower citizens, giving them tools to have a positive impact on their local community and environment. They also are good illustrations of how public institutions and associations can work together to acheive common goals, even if a lot is still to be done in order to face powerful market processes that threaten the development of urban agricultural spaces and contribute to the ongoing desertification of the city center by locals and disadvantaged people. 

Estes seis projetos são muito distintos, pelos seus estatutos, objetivos e meios, mas todos tentam incluir e capacitar os cidadãos, dando-lhes ferramentas para terem um impacto positivo na sua própria comunidade, bem como no seu ambiente. Também são bons exemplos de como as instituições públicas e as associações podem trabalhar em conjunto para alcançar objetivos comuns, mesmo que ainda haja muito a fazer para enfrentar os poderosos processos de mercado que ameaçam o desenvolvimento de espaços agrícolas urbanos e que contribuem para a contínua desertificação, quer por moradores e sobretudo por pessoas desfavorecidas, no centro da cidade.

This week, the choice of the concluding song was not too time-consuming, here is the official music of the movie, “Tomorrow” by Fredrika Stahl, on a video of our own: 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FAJDP: 30 years of representing youth associativism in Porto // A FAJDP: 30 anos a apoiar o associativismo juvenil do Porto

We spent last Saturday celebrating the 30th anniversary of the Federation of Youth Associations of the District of Porto (FAJDP), our host organization. For this occasion, FAJDP organized a special evening, a Gala Dinner, to celebrate its achievements with 300 guests. As European volunteers in FAJDP we participated in the Gala and its organization and thought it was a perfect occasion to present a bit more our host association’s activities and objectives in our blog.

Há uma semana, no sábado 3 de dezembro, estávamos a celebrar o 30º aniversário da Federação das Associações de Jovens do Distrito do Porto (FAJDP), a nossa organização de acolhimento. Por esta ocasião, a FAJDP organizou uma noite especial, um Gala, para celebrar as suas realizações, com 300 convidados. Como voluntárias europeias na FAJDP, participámos ao Gala e na sua organização e pensámos que era uma ocasião perfeita para apresentar um pouco mais as actividades e objectivos da nossa associação no nosso blog.

fajdp-30

1986-2016: 30 years of local and national conquests to promote and develop youth associations

1986-2016: 30 anos de conquistas locais e nacionais para promover e desenvolver as associações juvenis

First, let’s start with a bit of history, to understand how FAJDP was born, what were its objective and how is has been evolving. It was created in 1986, in Póvoa de Varzim with the first regional meeting of youth associations. Vitor Dias, who participated in this process and was the president of the Federation in 1990 and 1991, remembers in FAJDP’s magazine last edition: 

Começamos com um pouco de história para perceber mais como a FAJDP nasceu, o que eram os seus objectivos, e como tem evoluíido. Foi criada em 1986, na Póvoa de Varzim com o 1o encontro Regional das Associacões Juvenis do Porto.  Vitor Dias, que participou nesta criação e foi o seu presidente em 1990 e 1991, recorda na última revista da FAJDP:

“Everything started with the UN International Youth Year in 1985 and with the lack of recognition of the locally-based youth associations’ movement. The National Youth Council (nb:created in 1985) did not allow the integration of local youth associations. What started as a fight for the recognition of the importance of this movement and for financial support rapidly turned itself into a logic of partnership and complementarity.”

Tudo começa com o ano internacional da juventude em 1985, e com a falta de apoios e de reconhecimento do movimento associativo juvenil de base local. O Conselho Nacional da Juventude também não permitia a integração de associações juvenis locais, só aceitava as de âmbito nacional. O que começou como uma luta para o reconhecimento da importência deste movimento e de reivindicação por apoios financeiros, rapidamente se transformou numa lógica de parceria e complementaridade.

Indeed, FAJDP has then progressively succeeded in becoming an official partner of the local and national authorities and participating in co-gestion process in the area of youth policies.

De facto, as federações locais de associações juvenis têm conseguido, progressivamente, angariar parcerias oficiais dos poderes públicos locais e nacionais.

The district of Porto was the first one to create a regional federation of youth associations and was rapidly followed by other districts, mostly in the North of the country: 

O distrito do Porto foi o primeiro onde uma Federação local de associações juvenis foi criada e foi rapidamente seguido por vários distritos do Norte do país.

Porto and the North were always pioneers in many ways. In this region there is a strong tradition of associativsim and of social, civic and political participation.” Vitor Dias

O Porto e o Norte sempre foram pioneiros em muitas matérias. Existe na região uma forte tradição associativa e de participação social, cívica e política.” Vitor Dias

In 1996, the several regional Federations that already existed created the National Federation of Youth Associations (FlogotipoNAJ), whose role is to promote, at a national level, policies in favor of local youth associativism and youth participation in the public life. The preeminence of youth associativism in the northern part of Portugal is still relevant today: thus, besides its annual national meeting, FNAJ organizes an (almost) annual regional meeting of youth associations of the North of Portugal and of Galicia since 2006. We got the opportunity to assist to its 8th edition which took place in Braga this week-end. 

Em 1996 estas federações criaram a Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ), cujo papel é promover políticas favoráveis ao associativismo juvenil local e à participação dos jovens, ao nível nacional. A prevalência do associativismo no Norte de Portugal ainda existe hoje em dia: assim a FNAJ organiza, desde 2006, além do seu encontro nacional anual, um encontro regional de associações juvenis do norte de Portugal e da Galiza. Tivemos a oportunidade, este fim-de-semana, de participar na 8ª edição que aconteceu em Braga!

emax

After 30 years, FAJDP federates around 100 associations representing more than 25 000 young people. Its main objectives remain similar: 

  • Represent Youth Associations with the public authorities;
  • Promote and develop youth associations;
  • Promote exchange experiences between associations at a local, regional, national and international level;
  • Assert the role of young people in the life of the region. 

Concretly, it claims for instance for a greater recognition of youth associations, a simplifaction of legal procedures for youth associations, an effective co-gestion with the Portuguese Institute of Sports and Youth (IPDJ, the national body in charge of implementing youth policies, or the creation of Youth Municipal Councils in every municipality. 

Recently, FAJDP has been developing its international dimension, notably through the European Voluntary Service, hosting its first two volunteers (us!) and starting to be a sending organization as well. In the same time the Federation is also reinforcing its local implementation in the city of Porto through the opening of a new and open space in the city center: the House of Associations / Casa das Associações. 

Trinta anos depois, a FAJDP conta com cerca de 100 associações, atingindo mais de 25 000 jovens. Os seus objectivos principais são:

  • Representar as Associações Juvenis perante os poderes públicos e políticos;
  • Promover e desenvolver as Associações Juvenis e, desta forma, aumentar a participação dos jovens na sociedade;
  • Promover experiências de intercâmbio entre associações ao nível local, regional, nacional e internacional;
  • Afirmar e prestigiar o papel dos jovens na vida da região.

Concretamente, a FAJDP defende, por exemplo, um maior reconhecimento dos dirigentes associativos menores, a simplificação dos procedimentos oficiais para as associações juvenis, uma maior co-gestão com o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ, o organismo do governo que trata-se da juventude).

Recentemente, a FAJDP tem desenvolvido a sua dimensão internacional, nomeademente através do Serviço Voluntario Europeu, acolhendo as suas primeiras voluntárias (nós!) e começando ser uma organização de envio.  Ao mesmo tempo, a federação está também a consolidar a sua implantação local na cidade de Porto, através um espaço novo e aberto: a Casa das Associações.

 

Casa das Associações:  FAJDP´s place dedicated and open to the youth in Porto

A Casa das Associações: o espaço da FAJDP dedicado e aberto à juventude do Porto

In June 2014, FAJDP inaugurated the Casa das Associações (House of Associations), which refers firstly to a place, a recently refurbished 3-floors building, very close to São Bento station, where is located FAJDP’s team and head office. But the innovation lies precisely in the fact that this place is far more than its head office. Indeed, the idea was to create different spaces that could be used for and by youth associations and young people of Porto, to support the development and implementation of their projects.

Em Junho de 2014, a FAJDP inaugurou a Casa das Associações, que se refere em primeiro lugar a um local, um edifício de 3 andares, que fica muito perto da estação de São Bento e onde a equipa da FAJDP trabalha. Mas a inovação é precisamente o fato que este lugar é muito mais do que a sede da FAJDP. Com efeito, a ideia era criar vários espaços e jovens do Porto, para apoiar o desenvolvimento e a implementação dos seus projectos.

 “It is also FAJDP’s mission to provide means, space and resources to the development of projects that could not emerge directly from youth associations but that are directed towards the youth. (…) We are thus open to your emerging project. Share your ideas with us! “.

“É também missão da FAJDP através do projeto Casa das Associações, disponibilizar meios, espaço e recursos com a finalidade de potenciar o desenvolvimento de projetos que podem não ser emergentes diretamente de Associações Juvenis mas que são dirigidos à juventude. (…)Estamos assim de portas abertas para o teu projeto emergente. Partilha connosco as tuas ideias!”

Let’s have a small tour of the House, so that you understand better what we do here!

Vamos fazer uma pequena visita da Casa, para compreenderem mais o que fazemos aqui!

The ground floor is the reception; where, from 9h to 20h, one of our colleagues, Tiago or Susana, is there to welcome the public. It has 3 computers that can be used by anyone, for half an hour maximum. It also aims at providing information, in fields that are relevant for youth associations and young people, through the provision of various documents and flyers. This comes within the scope of a broader Casa das Associações’s project, called Associar +, which aims at spreading information in 4 main topics: Youth Associativism, Mobility in Europe and in the World, Employment/Formation, and Youth Health. In order to do so, FAJDP also uses its semestral publication, Revista Associar +, its website and its Facebook page.

O rés-de-chão é a recepção, este espaço está aberto ao público e tem 3 computadores que podem ser usados por qualquer pessoa. Pretende-se também dar informações em áreas pertinentes para as associações de jovens, através da disponibilização de diversos documentos e folhetos. Isso inscreve-se no âmbito de um projecto da Casa das Associações: Associar +, que tem como objectivo a divulgação de informação em 4 assuntos principais: o Associativismo Juvenil, a Mobilidade na Europa e no Mundo, o Emprego / Formação e a Saúde Juvenil. A FAJDP também usa a sua publicação semestral, Revista Associar +, o seu site e a sua página no Facebook.

On the 1st floor, you can find the Storyboard Café, which does not belong to FAJDP but work closely with its team. In addition to serving very nice brushettas, brownies and coffees Storyboard’s ambition is to host various cultural events and manifestations: exhibitions, debates, workshops etc. FAJDP and Storyboard often collaborate to organize events, as for example the events that we organize each month (you can check in our FB page to be updated: https://www.facebook.com/portopulses/?fref=ts ).

No 1 º andar, fica o Storyboard Café, que não pertence à FAJDP, mas trabalha em estreita colaboração com a sua equipa. Além de servir bruschettas, brownies e cafés muito bons, a ambição do Storyboard é organizar vários eventos e manifestações culturais: exposições, debates, workshops, etc. A FAJDP e o Storyboard frequentemente organizam eventos juntos, como por exemplo os eventos que organizamos todos os meses (podem segui-los na nossa página FB: https://www.facebook.com/portopulses/?fref=ts ).

On the 2nd floor is located the Ninho das Associações (Associations’ nest), a  coworking room equipped with computers and desks, where the dozen of youth associations that are part of it can work and meet. The objectives of the project are both to provide youth associations with a space to work but also to increase exchanges and contacts between the youth associations of the Federation. On a daily basis this space is mostly used by the youth association MEDes TU and us, European volunteers, others use it in a more punctual way.

No 2º andar fica o Ninho das Associações, uma sala de coworking equipada com computadores e escritórios, onde as associações juvenis que fazem parte do Ninho podem trabalhar e encontrar-se. Os objectivos do projecto são dar às associações um espaço para trabalhar, mas também aumentar os intercâmbios e contactos entre elas.

On the 3d floor is a space dedicated to artistic projects, the Espaço Associ’Arte. There, young artists’ works are regularly exhibited, for free.  

No 3º andar fica um espaço dedicado aos projetos artísticos, o Espaço Associ’Arte. Lá, obras de artistas jovens são exibidas.

espaco-arte

The other rooms can be used by youth associations and other organizations to have meetings, workshops or conferences, as well as by our colleagues Lea and Claudia who work for the Professional Insertion Office (GIP).  

As outras salas podem ser utilizadas por associações de jovens e outras organizações para terem reuniões, workshops ou conferências, ou pelas nossas colegas do Gabinete de Inserção Profissional, Cláudia e Léa.

meetinbg-fajdp

Thus, FAJDP, through its Casa das Associações, aims at deepening its relation with the youth of the district of Porto, knowing their wills and issues better in order to support them as much as possible in their projects.

Assim, a FAJDP, através da Casa das Associações, tem como objectivo aprofundar a sua relação com os jovens do bairro do Porto, conhecer mais as suas vontades e problemas, de modo a apoiá-los nos seus projetos.

FAJDP’s Gala: honoring the past, admiring the present, celebrating the future

Gala da FAJDP: honrar o passado, admirar o presente, celebrar o futuro

FAJDP’s Gala Dinner took place on the 3rd of December, 2016 in Multiusos de Gondomar, a place specifically dedicated to hosting events. There, 300 guests enjoyed an evening of presentations, dance shows, music performances and good food. In our opinion it was a success as it met its main objective: conciliating in one evening the recognition those who have contributed to FAJDP’s conquests and its present success, the demonstration of what is FADJP today and its new challenges and the valorization of the youth associations that constitute the Federation. As FAJDP’s president, Joaquim Lima, summed it up in his opening speech:

Juntos, somos FAJDP” – “ Together, we are FAJDP”.

O Jantar de Gala da FAJDP aconteceu no dia 3 de dezembro de 2016 em Multiusos de Gondomar, um espaço dedicado especificamente à realização de eventos. Lá, 300 convidados aproveiteram uma noite de apresentações, de espetáculos e de boa comida. Na nossa opinião, foi um sucesso porque cumpriu o seu principal objetivo: conciliar o reconhecimento das conquistas da FAJDP e daqueles que contribuíram para o seu sucesso atual, a demonstração do que é a FADJP hoje e dos seus novos desafios, e a valorização das associações juvenis que constituem a Federação. Como resumiu o Joaquim Lima, o presidente da FAJDP, no seu discurso de abertura “Juntos, Somos FAJDP”.

FAJDP’s history was reminded and honored through the official awarding of those who contributed to it, as well as through a documentary recalling the most important steps that the Federation has been through, with the testimonies of several former FAJDP’s presidents.

Júlio Oliveira, president of FNAJ, Marco Martins, President of the town hall of Gondomar and João Paulo Rebelo, head of the state secretary of Sport and Youth, were invited to give a small speech during the ceremony, reminding us that FAJDP’s action only make sense in a broader network of local and national actors which all intervene in the sector of the youth.

A história da FAJDP foi lembrada através da entrega de prémios às pessoas que contribuíram para ela, e dum documentário que recorda os passos mais importantes da Federação, com os testemunhos de vários ex-presidentes da FAJDP.

Júlio Oliveira, Presidente da FNAJ, Marco Martins, Presidente da Câmara Municipal de Gondomar e João Paulo Rebelo, Chefe do Secretário de Estado do Desporto e da Juventude, foram convidados a dar um pequeno discurso, lembrando-nos que a acção da FAJDP só faz sentido numa rede mais grande de atores locais e nacionais que intervêm no setor da juventude.

The Gala also intended to give an important space to the actual youth. Thus, several associations belonging to the Federation were invited to perform a short show. ATSVL, Vai Avante, Wish Ferreirinha (dance); Connect ART (folk music), Historioscopio (puppets), Camaleões D’Alma (theater), ARC Azenha (acrobatic gymnastics).

A Gala também pretendia dar um espaço importante à juventude atual. Assim, várias associações da Federação foram convidadas a realizar um pequeno espectáculo. ATSVL, Vai Avante, Wish FerreirinhaWish Ferreirinha (dança); Connect ART (música folclórica), Historioscopio (fantoches), Camaleões D’Alma (teatro), ARC Azenha (ginástica acrobática).

fajdp-danca
ATSVL
15241197_1355554361130965_7428603419406650736_n
Homenagem – Vai Avante

dsc_4957

dsc_4697
Connect Art

Their presence, energy, pleasure and concentration on stage were quite stunning and were a very good illustration of the importance of associations in the development and self-fulfillment of young people.

And the Gala was also a good excuse to have fun taking pictures with yes-already-seen-but-still-funny-accessories, in front of the official panel, on our wonderful red carpet!

A presença, energia, concentração e o prazer delas no palco foram uma boa ilustração da importância das associações no desenvolvimento e auto-realização dos jovens.

E a Gala também foi uma boa oportunidade para se divertir tirando fotos com acessórios sim-já-vistos-mas-ainda-engraçados, em frente do painel oficial, no nosso maravilhoso tapete vermelho!

 

We’ll conclude this post celebrating the dynamism of Portuguese youth with a song by Ana Moura, one of the most representative singer of the new generation of fado, enjoy!

Concluimos este artigo celebrando o dinamismo da juventude portuguesa com uma canção de Ana Moura, uma das cantoras mais representativas da nova geração do fado !

 

CONTACTOS

Federação Associações Juvenis Distrito do Porto – FAJDP
Rua Mouzinho da Silveira, 234/6/8
4050-417 Porto

Tel: 22 208 55 00
TM: 91 998 95 96

E-mail: info@fajdp.pt

Internet: www.fajdp.pt

Facebook: https://www.facebook.com/fajdp/?fref=ts

Casa das Associações
E-mail: casadasassociacoes@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/casadasassociacoesfajdp/?fref=ts

Storyboard Café

Tel: 965 470 090

E-mail: cafestoryboard@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/pg/storyboardcafeporto

 

Marcel & Georges: Mathias’s new place for you to eat and chill out // Marcel & Georges: o novo lugar de Mathias para comer e relaxar

We met Mathias for the very first time in his favorite bar in Porto, Embaixada do Porto, drinking wine and dancing on some old rock and blues songs. With his overalls, his beret, and a big smile he told us that he was about to open a new restaurant in Porto, without any kind of expe14910526_336808806681534_9129267406757440075_nrience in this field. In the meantime, we met his best friend here, Samuel, who created the association Critical Concrete, and were invited to the restaurant’s inauguration party 2 weeks ago. We liked the place, and went back this week to eat and talk a bit more with Mathias. Thus, this article does not only aims at presenting you a new and nice restaurant in Porto, Marcel & Georges,  but also to introduce you to its French and original creatorimg_7329.

Conhecemos o Mathias, bebendo vinho e dançando, no seu bar preferido: a Embaixada do Porto. Com o seu fato-macaco, a sua boina e o seu grande sorriso, ele disse-nos que estava a preparar a abertura do seu novo restaurante no Porto, sem nenhuma experiencia nessa área. Entretanto, encontrámos aqui o seu melhor amigo – o Samuel, da associação Critical Concrete, e fomos convidadas para a festa de inauguração do restaurante que decorreu há duas semanas. Gostámos do lugar e voltámos esta semana para comer e conversar um pouco mais com o Mathias. Então, escrevemos este novo artigo que não fala apenas do restaurante (Marcel & Georges), mas também sobre o francês Mathias – o seu criador original.

Marcel & Georges: a fresh, relax and stylish atmosphere

Marcel & Georges: um ambiente fresco, relaxado e elegante

Let’s first start with the practical details: you will find Marcel & Georges in the 74 rua do Dr Barbosa de Castro, right between Torre dos Clérigos and the Jardim das Virtudes, a pretty central and good location.

Comecemos com os detalhes práticos: Marcel & Georges fica situado na Rua Dr. Barbosa de Castro, Nº 74 (entre a Torre dos Clérigos e o Jardim das Virtudes).

15178991_348006178895130_8967452908171837263_n

As for the food, the concept is to cook and serve fresh and local products. Consequently, only 2 to 3 meals are proposed every day, and what’s really cool is that you can choose to mix the different meals and try a bit of everything, perfect for those who don’t want to make a choice. The prices are very reasonable: we paid 10 euros each for a soup + a big plate + a desert + a glass of wine.

No que concerne à comida, o conceito de cozinha do restaurante é servir produtos frescos e locais. Chega a servir 2 a 3 pratos por dia. Um detalhe muito importante é que os clientes podem misturar no prato um pouco de tudo, o que permite experimentar toda a gama de alimentos disponíveis. Os preços são bastante razoáveis: pagámos 10 euros por 1 sopa + 1 prato + 1 sobremesa + 1 copo de vinho.

img_7316

It is the Portuguese cook that Mathias recruited who is in charge of everything concerning the food:  finding the producers, preparing the menus etc. We were a bit surprised when he told us that he did not really taste her meals before the opening:

É a cozinheira portuguesa de serviço que trata de todos os procedimentos relativamente à comida: é ela que encontra os produtores, que prepara os menus, etc. Ficámos um pouco surpreendidas quando ele nos disse para não provarmos os pratos dela antes da abertura:

I like to give my confidence to people, I’m a bit naïve. The more you give, the more you receive I think, and until now I haven’t been disappointed. We just have to make some small adjustments, like for instance, Portuguese food is too greasy in my opinion, but it’s getting better now.

Gosto de dar a minha confiança aos outros, sou um pouco ingénuo. Acho que quando tu mais dás, também mais recebes e, até agora, não estou desiludido. Só fizemos alguns ajustamentos. Por exemplo, na minha opinião, a comida portuguesa é demasiado gorda.

This relaxed and confident attitude explains how he could decide to open a restaurant, without having worked in any before:

Esta atitude confidente e relaxada é indicadora que ele pode vir a decidir abrir um restaurante num outro país, sem nenhuma experiência:

We forgot many things in the beginning, like for instance the napkins, or the fact that we can’t find organic cream here. But we learn and it’s fine.”

No início, esquecemo-nos de muitas coisas, por exemplo das toalhas. Mas aprendemos, e ficou tudo bem.”

Marcel & Georges is, to some extent, also a bar: if you go there only to have a drink, it can be nice to settle on the couch in the middle of the room, next to the vinyl’s collection. Music is indeed another important part of the place, as his owner  “can’t live without listening to some music”.  Funk, jazz, old-school hip-hop, that’s the kind of things you will listen to if you decide to pass by.

Marcel & Georges é também um bar: se forem aí só para tomar um copo, pode ser agradável sentarem-se no sofá que fica no meio do espaço, perto da colecção de vinis. A música é algo importante para o Mathias, que “não pode viver sem ouvir musica”. Funk, jazz, hip-hop old-school são o tipo de coisas que se podem ouvir caso decidam cá passar.

img_7335

Mathias: a free electron, willing to try everything

Mathias: um eléctron livre, que quer experimentar tudo

Now that you have a broad idea of the kind of ambiance and style you can find in Marcel & Georges, let’s figure out what brought Mathias Cottreau, who had been Parisian for 35 years, to move to Porto and open a restaurant. 

Agora têm uma ideia geral do como é o ambiente do Marcel & Georges. Mas resolvemos descobrir um pouco mais sobre o Mathias Cottreau e sobre as razões que o levaram a decidir partir de Paris, depois de 35 anos, para ir abrir um restaurante no Porto.

I studied many different things, the thing is that I get bored very quickly.  I don’t want to be specialized, I want to try everything. ”.

 “Estudei muitas coisas, mas fico entediado rapidamente. Não quero ser especializado em nada, apenas quero experimentar de tudo.”

hyperactif-mathias

After machining, he studied drawing, and then joined a private school in marketing and communication, where he focused on the place of religions and beliefs in everyone’s daily choices. He got tired of being a marketing free-lancer after 6 months:

Ele começou pela mecânica, estudou um pouco o desenho, e depois entrou numa escola privada em marketing e comunicação, onde estudou particularmente o papel das religiões nas escolhas do nosso dia-a-dia. Trabalhou 6 meses como free-lancer e abandonou:

I had to do everything, it was too much. My goal in life is to not work”.

Tive de fazer de tudo, foi demais. O meu objectivo na vida é não trabalhar.”

By chance, he finally settled 8 years as a director assistant for a French TV cartoon, but, eventually, got bored again, of his job and of Paris!

Eventualmente, ele tornar-se-ia director assistente na televisão francesa durante 8 anos, mas ficaria novamente entediado e decidira deixar esse emprego, bem como a cidade de Paris!

I still love Paris but I guess I got tired of living in a big city : the subway, unknown people and stuff. Here I can come to work by foot, people are warmer and there is an energy, you can feel that the city is reborning, people are entuthiastic about new projects.”

Ainda amo Paris, mas acho que fiquei cansado pela vida na metrópole: o metro sempre cheio, as pessoas desconhecidas… Aqui, posso ir a pé para o trabalho, as pessoas são mais simpáticas e há uma energia particular. Acho que a cidade está a renascer, e toda a gente tem novos projectos.”

metro-paris

A new space, built by and for himself, but open to contributions

Um novo espaço, construído por e para si mesmo, mas aberto a contribuições

As you can guess, it was really important for Mathias to build his own space, fitting perfectly his tastes and expectations.

Para Mathias era muito importante construir o seu próprio próprio espaço, e que fosse perfeitamente adequado aos seus gostos e às suas expectativas.

I wanted to destroy everything and then rebuild by myself. I like to do things myself as much as possible. I was very lucky with the owner, he was OK with me doing whatever I wanted.”

 “Queria destruir tudo e depois reconstrui-lo por mim mesmo. Tive muita sorte com o proprietário, ele aceitou que eu fizesse o que quisesse”.

Thus, he did most of the work himself, with a big help of his friends from Critical Concrete. This taste for manual work was partly inherited from his two grand-fathers, whose names were, guess what? Marcel & Georges!

Desta forma, ele fez a maior parte das obras sozinho, por vezes com uma grande ajuda dos seus amigos da Critical Concrete. Mathias herdou este gosto pelo trabalho dos seus avos, que se chamam… Marcel e Georges!

You can also find several of his personal objects: videos games, board games, vinyl’s, and the seat of his father’s race car, which looks like a baby seat, but is not a baby seat.

Alem disso, podem ver-se no espaço vários dos seus objetos pessoais: videojogos, jogos de tabuleiro, vinis, e… o assento do carro de corrida do seu pai, que se assemelha a uma cadeira de bebé (mas que não é).”

I really wanted a space that would almost like home for me, because I knew I’d spend a lot of time here. I take naps on the couch for instance.”

 “Realmente queria um espaço que se assemelhasse à minha casa, porque sabia que iria passar aqui muito tempo. Por exemplo, faço a sesta no sofá.”

But having a strong personality does not mean being egocentric and the idea of Marcel et Georges is also to be open to contributions and proposals of others.

Contudo, ter uma personalidade forte não significa ser egocêntrico, e a ideia do Marcel & Georges é ser aberto às contribuições e propostas de outras pessoas.

When there is something I don’t know how to do, I prefer to ask a friend that somebody I don’t know. For instance, it’s a friend of mine who did the couverture of the race car and I will probably call my friends who do illustration to decorate the place.”

With one of the waitresses we have the project to create a branch of Dr Sketchy, the principle is to organize some drawing sessions with models in costume. And I’m open to other proposals too, the space will surely evolve.”

 “Quando há uma coisa que eu não saiba fazer, gosto de pedir ajuda aos meus amigos. Por exemplo, uma amiga minha fez a cobertura do assento do carro de corrida. Também irei, provavelmente, pedir a outros amigos que façam a ilustração para a decorar.”

 “Com uma das empregadas de mesa, temos o projeto de abrir uma filial portuguesa de Dr Sketchy. A ideia é organizar sessões de desenho com modelos vestidos. Estou também aberto a outras propostas que o espaço irá certamente acolher.”

 

We like to conclude our posts with music, enjoy a bit of old-school French rap with IAM’s hit “Je danse le Mia”, which is on Marcel & Georges’s playlist: 

Contact: 

Rua do Dr Barbosa De Castro, 74, Porto

https://www.facebook.com/pg/Marcel.e.Georges/

marcel.et.georges@gmail.com